Segurança de endpoints: o que é e qual a sua importância

Cybersecurity
Cybersecurity

Segurança de endpoints: o que é e qual a sua importância

Se você lida diariamente com desenvolvimento e soluções de rede, deve saber que os antivírus tradicionais estão caindo em desuso nas grandes organizações devido aos problemas de performance e escalabilidade.

Para suprir esse gargalo da área e reduzir os riscos de roubos de dados das grandes empresas, a segurança de endpoint tem se apresentado como uma solução eficaz. Mas você sabe, de fato, o que é isso? Quer saber como pode ser útil para você? Então continue conosco.

O que é segurança de endpoint?

Para falar de segurança de endpoint, é preciso definir primeiro o que é um endpoint. Essa palavra, se fosse literalmente traduzida para o português, significaria ponto de extremidade.

Nada mais é do que o nome designado, na área de redes de computadores, para dispositivos finais que estão conectados em um terminal de rede.

Portanto, a segurança de endpoint trata de assegurar que todos os serviços conectados a uma rede estejam protegidos contra vários tipos de ataques cibernéticos.

Isso implica que esses dispositivos que conectam os serviços na rede estejam executando as versões mais atualizadas dos softwares de proteção e também dos sistemas operacionais.

Garantir que esses dispositivos estejam atualizados é de extrema importância para a segurança da rede.

Algumas empresas, por exemplo, proíbem que dispositivos de seus funcionários se conectem à rede corporativa, pois isso poderia fugir do controle de segurança da rede e deixar os dados da organização em posição vulnerável.

Qual a importância da segurança de endpoint?

A principal importância da segurança de endpoint é sua natureza proativa. A meta desse tipo de segurança é cobrir uma determinada área, que são os dispositivos conectados, de possíveis brechas de ataques em potencial. Sendo assim, esse recurso age antes mesmo da probabilidade do ataque.

O método de cobertura de brechas é de suma importância devido à evolução tecnológica das ameaças.

Antigamente, os firewalls davam conta de proteger as empresas, mas as novas ameaças, como malwares de criptografia, são difíceis de serem detectados por essas ferramentas.

Geralmente as soluções de segurança de endpoint oferecem, ainda, outras vantagens em relação aos antivírus tradicionais, como as proteções adicionais que vão além do malware.

Outra questão importante é a escalabilidade das aplicações dos antivírus. A proteção que elas oferecem funciona por meio de identificações de assinaturas únicas que categorizam um malware ou vírus.

Contudo, cada vez que um malware é identificado, esse processo é executado novamente e, se uma chave diferente é detectada, uma identificação nova precisa ser gerada e o antivírus mantém o controle dessas identificações em um banco de dados.

De maneira objetiva, um mesmo malware pode se apresentar de diversas formas e o número dantesco de ameaças existentes faz com que os antivírus percam eficiência em sistemas modernos de segurança.

Existem ainda novos tipos de vírus, chamados de polimórficos, que são capazes de mudar seu próprio código fonte e dificultar seu rastreamento e detecção.

Conheça os principais benefícios

Listaremos a seguir os principais benefícios que a segurança de endpoint traz para as empresas.

  • Redução de custos

Um sistema de segurança de endpoint sai mais barato do que a compra de componentes separados para garantir a proteção de cada dispositivo conectado à rede.

Só é preciso fazer uma compra de sistema, pois ele vem acompanhado de um software de servidor e outro de cliente para ser instalado em todos os dispositivos.

  • Fácil instalação

É preciso instalar e configurar somente o servidor central que fará a segurança da rede, já que os demais dispositivos só conseguirão acessar a rede por meio da instalação do cliente em seus dispositivos.

A configuração do servidor cliente é simples e de fácil uso. Uma vez configurado, a segurança passa a ser monitorada continuamente.

  • Bloqueia ações indesejadas

Algumas invasões ocorrem por motivos não intencionais. Por exemplo, quando um funcionário de uma empresa coloca um pendrive no computador de trabalho, o dispositivo pode causar uma vulnerabilidade no sistema.

Algumas empresas têm políticas de segurança que impedem que funcionários pluguem dispositivos internos em estações de trabalho. No entanto, nem sempre essa atitude é respeitada e os softwares de segurança de endpoint ajudam a bloquear essas atividades.

  • Fácil integração com novas tecnologias

O fato do sistema de segurança ser um único produto facilita que novas soluções sejam desenvolvidas para a integração do serviço.

Consequentemente, novas soluções são adicionadas ao sistema de forma muito mais rápida e as empresas têm acesso às atualizações de forma segura e unificada para todos os dispositivos.

  • Administração centralizada

A administração da rede passa a ser centralizada pelo sistema gerenciador de segurança, no caso, o endpoint.

O gerente de infraestrutura de TI da empresa passa a ser o administrador do servidor de endpoint, tendo o controle para revogar e conceder permissões de uso, auditar a segurança, obter relatórios, monitorar a rede, etc. Tudo isso por meio de um portal de gerenciamento remoto.

Conheça o Deceptive Bytes, a melhor solução em cibersegurança

Deceptive Bytes é uma plataforma israelense de cibersegurança que cria informações dinâmicas e enganosas que interferem em qualquer tentativa de assumir o controle do ambiente, impedindo que o malware execute suas intenções maliciosas.

Para isso, a solução cobre as técnicas de invasão mais avançadas e sofisticadas, garantindo que os endpoints e dados da empresa sejam protegidos.

O Deceptive Bytes também ajuda a reduzir riscos, encargos e custos operacionais, já que não apresenta falsos positivos. Além disso, aumenta as taxas de prevenção e detecção, contribuindo para a produtividade dos funcionários e aumentando a confiança na segurança da empresa.

A solução utiliza a tecnologia de engano ativo (deception), fazendo o malware acreditar que está em um ambiente hostil para atacar, e responde ativamente a ele de acordo com a sua evolução.

Dessa forma, sua empresa tem uma plataforma de defesa preventiva e proativa, cobrindo diversos cenários e interrompendo ameaças avançadas sem depender de assinaturas, padrões ou necessidade de atualizações constantes.

Entre em contato com nossos especialistas e saiba como proteger sua empresa de ciberataques com a segurança de endpoint.

Sobre o autor

Gabriel

Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação com MBA em Gerenciamento de Projetos e mais de 10 anos de experiência na área. Possui certificação: Scrum Master, ITIL V3, COBIT 4.1, ISO 20000, ISO 27001 Auditor