Sistemas de biometria: vantagens no controle de acesso

Todas as notícias Tecnologia Institucional Parceiros Cybersecurity
Tecnologia

Sistemas de biometria: vantagens no controle de acesso

A gestão da segurança de uma empresa requer investimentos em controle de acesso físico de pessoas, veículos e controle de ativo. E para que esses investimentos tragam bons resultados é preciso estar atento aos processos internos, à circulação das pessoas que fazem parte da equipe ou estão de passagem e às novas ferramentas que a tecnologia nos oferece.

A automatização de processos tem possibilitado que os sistemas de controle de acesso alcancem níveis mais altos de eficiência, pois evita falhas humanas durante a execução da operação e diminui a possibilidade de fraudes. Entre essas tecnologias destaca-se o uso da técnica de biometria.

A biometria pode ser usada para identificar uma pessoa, o que é definido como comparação 1:1, de forma que a informação biométrica coletada de uma pessoa é comparada a cada uma das outras no banco de dados, ou pode ser usada para confirmar a identidade de uma pessoa, como duplo fator de autenticação, neste caso o usuário apresenta um crachá ou digita uma senha que é usado para indexar no banco de dados a informação biométrica, agilizando o processo de busca e comparação da biometria.

Essa é uma área de desenvolvimento de produtos que tem avançado muito, apresentando inovações no uso de algoritmos de identificação e um aumento significativo na confiabilidade de seus leitores biométricos, que se tornaram mais sensíveis.

Tipos de controle de acesso

A principal função de um mecanismo ou sistema de controle de acesso é limitar o acesso a ambientes ou informações restritas. Eles são parte importante de um sistema de segurança que protege pessoas, dados e bens materiais.

Há hoje diversos sistemas e equipamentos para o controle de acesso, mas de forma geral eles podem ser classificados em dois tipos: físicos e lógicos.

  • Controle de acesso físico: O controle nesses casos é possibilitado por uma barreira física como: portões, cancelas, catracas e fechaduras. Elas podem ser mecânicas ou eletrônicas e podem ou não contar com o complemento de profissionais de segurança, recepcionistas e porteiros.
  • Controle de acesso lógico: São formas de controle que utilizam tecnologia eletrônica para gerenciar e liberar o acesso a ambientes restritos. Entre os recursos mais comuns estão: cartão de proximidade, senha e ID de acesso, biometria digital, reconhecimento facial, reconhecimento de voz e leitura da íris. Para que todos esses sistemas funcionem de forma eficiente é preciso haver uma operação de cadastramento rigorosa, por parte dos colaboradores envolvidos.

Equipamentos que necessitam da utilização de senha e ID de acesso, ou que funcionam por meio da liberação de um profissional autorizado, dependem do comprometimento da equipe para que sejam de fato efetivos. Nesses casos existe a possibilidade de suborno, troca ou roubo de informações, o que pode colocar a segurança do ambiente em risco.

Os equipamentos que utilizam biometria embarcada são considerados mais confiáveis, pois garantem a autenticação do colaborador, não demandam aparatos externos como cartões ou tags que podem ser roubados ou perdidos e não exigem memorização de senhas.

Essa tecnologia é muito utilizada em locais de grande fluxo de pessoas, pois além de elevar o grau de segurança, ela agiliza o fluxo de pessoas autorizadas. Isso diminui os casos de obstruções desnecessárias e possibilita que os espaços sejam autogerenciáveis.

Como funciona o controle por biometria

O termo biometria vem da junção das palavras bio (vida) e metria (medição), e foi atribuído à prática da leitura de sinais do corpo de uma pessoa para encontrar características que diferenciam um corpo de outro. As características mais utilizadas hoje para análise biométrica são: digitais, íris e a retina dos olhos, geometria das mãos, formas da face e voz.

Em sua maioria, os sistemas biométricos funcionam em três etapas:

1 - Captura de amostras biométricas: digitais, formas da face, voz, retina, etc;

2 - Leitura das amostras;

3 - Identificação do usuário: verificação da compatibilidade com informações cadastradas previamente no banco de dados, liberando ou não o acesso.

Amostras mais utilizadas em sistemas de controle de acesso por biometria

Digitais: leitura das marcas digitais presentes na falange dos dedos, por meio de um sensor óptico.

Geometria da mão: leitura com sensor óptico de características das mãos que podem ser o espaçamento entre os dedos, posicionamento das linhas e comprimento dos dedos.

Identificação da íris e retina: leitura de características únicas da íris, ou da parte branca dos olhos em que é possível identificar vasos sanguíneos. É feita por meio de sensores ou scanners e de iluminação.

Reconhecimento de voz: a leitura da voz é feita por meio de um processo que capta a voz da pessoa e a transforma em um sinal digital, passível de ser comparado e identificado em um banco de dados em que esse sinal foi previamente cadastrado.

Reconhecimento facial: a leitura da geometria do rosto da pessoa é feita por meio de um scanner e em seguida é comparada com as informações de fotos da pessoa. São utilizados softwares e algoritmos específicos para conferir todas as características do rosto.

Controle de acesso integrado ao sistema de segurança

A evolução dos sistemas biométricos tem trazido inúmeros benefícios para empresas e condomínios. Eles vêm se tornando cada dia mais precisos e ágeis, oferecendo às empresas vantagens para seus sistemas de segurança como:

  • Maior eficiência no sistema de registro de informações sobre entradas e saídas de indivíduos, além de sua permanência no local.
  • Alto grau de confiabilidade durante o processo, por impossibilitar situações de clonagem, extravio e suborno.

Os equipamentos de controle de acesso que utilizam a tecnologia biométrica podem ainda ser integrados a outras áreas do sistema de segurança, potencializando sua eficiência e do sistema como um todo.

Com a integração de sistemas é possível desenvolver uma plataforma de segurança inteligente que não apenas gerencia a entrada e saída de pessoas, mas que oferece dados úteis para tornar a relação das pessoas com o ambiente cada dia mais fluida e segura.

A IB Tecnologia oferece soluções para o controle de acesso da sua empresa que agregam tecnologia e integração, possibilitando uma gestão da segurança com mais controle e inteligência durante os processos. Entre em contato e conheça as melhores opções de controle de acesso para sua empresa.

Sobre o autor

Carlos

Desenvolvimento de projetos de automação predial, segurança eletrônica, eficiência energética e conservação de energia na área predial, interoperabilidade com redes elétricas inteligentes. Desenvolvimento de sistemas de supervisão e controle predial (BMS).