Segmentos

Construtoras

Ciente de que incorporadoras, construtoras e consórcios, de acordo com a natureza do empreendimento a ser realizado, necessitam de apoio na elaboração de orçamentos e no dimensionamento de sistemas complexos e integrados, a IB Tecnologia possui um corpo de engenheiros capacitados e certificados em diversas disciplinas e que podem apresentar um suporte adequado a esses clientes na elaboração de orçamentos e na análise crítica de projetos, bem como na execução de obras de integração de sistemas especiais como CFTV, controle de acesso, alarme e detecção de incêndio, telecomunicações, automação predial e de multimídia e cabeamento estruturado. A IB Tecnologia possui know-how e expertise para atender de forma ágil a diversas demandas, assim como para fornecer e instalar soluções integradas de alta tecnologia, caracterizadas por obras de engenharia de sistemas especiais.

Desenho de construtoras
Desenho de corporativo

Corporativo

Grandes corporações nacionais ou internacionais necessitam de sistemas prediais dimensionados para atender a suas necessidades específicas de segurança e integração. Sistemas Enterprise são adequados para atender a demandas por controles como acesso, CFTV, automação, alarme e detecção de incêndio, segurança empresarial e segurança da informação. O gerenciamento desses sistemas pode ser feito a partir de uma sala de controle unificada ou por meio de salas distribuídas em vários sites e que operem como backup uma da outra.

Energia

O sistema elétrico, que compreende a geração, a transmissão e a distribuição da energia elétrica, é parte essencial da infraestrutura crítica do Brasil. As usinas geradoras, por exemplo, são instalações que requerem sistemas de segurança e automação especialmente projetados para resistir a um ambiente rústico e agressivo. Nesse contexto, salas de controle são interessantes por concentrarem as informações essenciais para o monitoramento e a operação das redes, através de supervisórios e sistemas de CFTV, que podem ser integrados para visualização em Videowall. Um dos pontos críticos de operação desse tipo de sistema consiste no fato de as unidades de subestações localizarem-se em pontos estrategicamente distribuídos, com o objetivo de maximizar a eficiência da rede.

Como a operação dessas subestações ocorre de forma remota, a supervisão por sistemas de controle de acesso, CFTV, alarme de intrusão e sistemas automáticos de detecção e alarme de incêndio torna-se uma opção vantajosa. Ainda no que se refere à energia, vale citar o fato de que lojas de atendimento ao público e prédios administrativos são instalações com alto fluxo de pessoas, o que torna essencial que possuam sistemas adequados de segurança e automação predial que ofereçam um ambiente mais seguro e adequado a todos e, ao mesmo tempo, proporcionem economia de recursos e eficiência energética.

Desenho de energia
Desenho de educação

Educação

Áreas de grande circulação de público, os estabelecimentos de ensino e pesquisa, como escolas e universidades, requerem sistemas de controle de acesso em suas entradas principais, em áreas de acesso restrito onde são armazenados documentos sigilosos e onde podem ser utilizados sistemas biométricos de acesso, e, ainda, em áreas sensíveis, como laboratórios, onde a utilização de sistemas de controle de ativos pode ser essencial. Esses estabelecimentos podem, ainda, contar com áreas ermas, cujo monitoramento é imprescindível para coibir atitudes indesejáveis, como consumo de substâncias ilícitas ou prática de atos antissociais. Uma maneira eficiente de realizar esse monitoramento inclui a aplicação de sistemas de CFTV, com a utilização de câmeras móveis e fixas, algumas dotadas de vídeo inteligente embarcado, com regras especiais de análise de comportamento.

A necessidade de um canal de comunicação coletivo, para, por exemplo, realizar a chamada de alunos, pode ser atendida, nos estabelecimentos de ensino, por meio de sistemas de sonorização que, integrados com o sistema de detecção e alarme de incêndio, auxiliam na evacuação segura de suas instalações em caso de sinistros. Outros aspectos relacionados a esses estabelecimentos e que merecem atenção são o risco de intrusão em suas áreas perimetrais e o risco ocorrência de fugas de alunos, que podem ser minimizados com a instalação de sensores eletrônicos específicos ou de câmeras térmicas dotadas de vídeo inteligente.

Setor financeiro

Dadas as suas características, o setor financeiro requer arquitetura e conceitos próprios dos sistemas de segurança eletrônica e automação. A existência de numerários em espécie e sua dispersão territorial demandam uma resposta mais rápida e eficiente na identificação de alarmes ou assaltos e no acionamento dos meios policiais de pronta resposta. Assim, em áreas de retaguarda, de contagem e de guarda de numerário ou documentos, são necessários sistemas de controle de acesso de alto desempenho e segurança. Áreas de atendimento ao público, sujeitas a possíveis situações de assalto, por sua vez, podem ser controladas de maneira mais eficaz com o uso de sistemas de CFTV de alta definição, que possibilitem a identificação de pessoas. Salas de controle, geralmente regionalizadas, podem integrar esses diversos sistemas, permitindo-se o acompanhamento do processo, em tempo real, e a troca de informações entre o grupo ou com os agentes externos de pronta resposta.

Desenho de setor financeiro
Desenho de hospitais

Hospitais

Exposta aos mais diversos riscos – como o de colisão de veículos em área de estacionamento, ou de desaparecimento de bebês, em maternidades –, as instalações hospitalares demandam projetos específicos. Nesses estabelecimentos, os cuidados com a vida e a exposição a fatores de risco, como raio X e medicamentos de uso controlado requerem soluções customizadas. A garantia dos cuidados com o paciente e de seu bem-estar relaciona-se diretamente à automação do atendimento, principalmente no que se refere à chamada de enfermeiros, às utilidades dos quartos e a equipamento TI médico. Uma área particularmente sensível, em ambientes hospitalares, consiste nos sistemas de rastreamento de recém-nascidos, que podem ser integrados aos sistemas de alarme e controle de acesso, dando-se proteção a pais e filhos. Na área da saúde, destacam-se, ainda, o monitoramento de áreas por meio de CFTV, o controle de acesso, a sonorização, o alarme de incêndio e a automação predial, que devem atender a normas específicas.

Industrias

Por envolverem áreas administrativa, de produção e de armazenagem, cada uma com necessidades específicas de segurança e automação, e por serem ambientes de grande fluxo de funcionários e visitantes, as instalações industriais demandam controle de pessoas e veículos – incluindo-se os veículos de uso específico de carga e descarga – por meio de tecnologia de identificação por cartão ou biometria, para pessoas, e de tecnologias de OCR ou RFId, para veículos. Nas indústrias, podem, ainda, existir áreas de trabalho classificadas ou especiais, que, por isso, estão sujeitas a cuidados específicos, como é o caso de subestações elétricas e caldeiras, onde pode ser essencial o sistema de detecção, alarme e combate de incêndios, associado a mensagens gravadas para a orientação dos usuários nas diversas situações de atuação de brigadas de incêndio e na eventual necessidade de evacuação da área.

Há, também, os grandes perímetros vulneráveis a intrusão, onde pode haver furtos e roubos de peças e equipamentos. Nesses perímetros, cabe a instalação de sistemas de proteção perimetral com uso de sensores eletrônicos e/ou de câmeras térmicas dotadas de vídeo inteligente embarcado. Por fim, os sistemas de CFTV digital podem ser usados no controle de processos industriais, pois possibilitam o acompanhamento de ocorrências, em tempo real, por meio de observação direta ou de algoritmos de vídeo inteligente embarcados nas câmeras, o que inibe atos de sabotagem e colabora para a redução dos acidentes de trabalho.

Desenho de industrias
Desenho de mineradora

Mineradoras

A indústria de exploração de minérios compreende áreas de mineração, áreas de armazenamento, áreas de processamento e sistemas de transporte dos produtos, sendo a manipulação de explosivos e seu armazenamento, utilizados na exploração, um fator chave para a operação e a segurança da planta e que deve atender aos requisitos normativos específicos do Ministério do Exército. Entre esses requisitos, de acordo com a Portaria nº 3, de 10 de maio de 2012, inclui-se um plano de segurança que contemple sistema de barreiras eletrônicas perimetrais, sistema de alarme com monitoramento em tempo real por empresa de segurança ou órgão de segurança pública, cobertura de áreas de movimentação de pessoas onde sejam manipulados os materiais explosivos, por meio de câmeras de CFTV e procedimentos de controle na entrada e na saída e de revista de pessoal – sendo aplicáveis o controle eletrônico de acesso e a revista aleatória.

Os sistemas especiais de alarme e detecção de incêndio são uma garantia essencial de proteção às áreas críticas. Esses sistemas utilizam equipamentos específicos a prova de explosão, detectores especiais de chama ou de vazamento de produtos, associados a sistemas automáticos de combate e a sistemas de alta voz para alertas e evacuação. Devido ao elevado valor agregado dos produtos que, geralmente, são armazenados a céu aberto, um eficiente sistema de CFTV integrado ao alarme perimetral também torna-se vantajoso, por possibilitar a prevenção de perdas.

Óleo e gás

Instalações de produção, armazenamento ou transporte de produtos derivados de petróleo, tanto em terra como offshore, são consideradas de alto risco, o que requer uma solução adequada de segurança, que minimize os riscos provenientes de agentes externos, por meio de um controle mais rigoroso, principalmente das áreas classificadas, de modo que se tornam essenciais, nessas instalações, sistemas especiais de alarme e detecção a incêndio, que garantem proteção às áreas críticas. Nesses sistemas, utilizam-se equipamentos a prova de explosão, detectores de chama ou de vazamento de produtos, associados a sistemas automáticos de combate e a sistemas de alta voz para alertas e evacuação.

O grande fluxo de pessoas e veículos em áreas de armazenamento exige sistemas de controle de acesso como sistema de RFId ou OCR para veículos e leitores de cartão ou biométricos para pessoas. O alto risco associado à agressividade do ambiente em áreas de produção, tanto em terra como offshore, exige sistemas de supervisão remota por meio de CFTV, para reduzir a exposição das pessoas ao risco; e, por fim, a existência de redes de polidutos ou frotas de veículos para transporte dos produtos demanda controle e supervisão através de sistemas especializados de automação.

Desenho de óleo e gás
Desenho de comercial

Prédios comerciais

Prédios comerciais possuem portarias com grande fluxo de funcionários e visitantes, o que requer uso de sistemas de controle de acesso e CFTV adequados. Se esses prédios administram seu próprio estacionamento, há a necessidade de controle de acesso dos veículos ao local por meio de RFId, sistema capaz de controlar detalhadamente o local, inclusive com controle individual de vagas. Nesses prédios, são frequentemente necessários o monitoramento por vídeo de áreas comuns com grande fluxo, que devem ainda contar com sistemas de alarme e detecção de incêndio e proteção contra pânico; a automação predial, que permite o controle dos sistemas de energia, utilidades, bombas, elevadores, ar condicionado, ventilação e exaustão, o que propicia um ambiente seguro e produtivo e pode reduzir os custos operacionais; processos que facilitem a administração predial, como a medição de insumos como energia, água e gás, o que possibilita o rateio correto das despesas ou meios de orientar os usuários na conservação de energia.

Sistemas de telecomunicações entre portaria e usuários como interfonia analógica ou digital são essenciais à operação do prédio. Sistemas de alarmes de perímetro e intrusão podem ser necessários para auxiliar as equipes de segurança na proteção do patrimônio. Sistemas multimídia também podem ser necessários, principalmente se o prédio tiver ambientes como miniauditórios, salas de convenções, teatros e salas de projeção,podendo-se associar recursos de áudio, vídeo e controle de cenários de iluminação para incrementar a utilização desses espaços.

Presídios

Instituições prisionais e correcionais caracterizam-se por uma constante exposição ao risco de eventos críticos como rebeliões, fugas e invasões, que devem ser tratados de forma rápida, exigindo sistemas de CFTV, controle de acesso e proteção perimetral com equipamentos resistentes a atos de vandalismo. Operações diárias de inspeções e revistas em visitas a internos devem seguir protocolos especiais com apoio intensivo de recursos como detectores de metais, scanners de corpo e raios X, com o objetivo de evitar entrada de drogas, aparelhos celulares ou armas. Sinistros como incêndio e situações de emergência exigem uso de sistemas de alarme e detecção de incêndio com integração a sonorização para mensagens de alerta e evacuação de forma segura.

Unidades de segurança máxima, especialmente onde o RDD – Regime Disciplinar Diferenciado é adotado, requerem sistemas que permitem o isolamento das lideranças do crime organizado, local onde a automação predial possibilita o controle totalmente remoto de portas, acessos, iluminação chuveiros etc., evitando, assim, o contato dos agentes penitenciários com os internos e dos internos entre si. Salas de controle operacional internas permitem uso de todos os recursos dos sistemas instalados, podendo existir mais de uma sala em cada unidade prisional.

Nas situações extremas em que a integridade da operação interna da unidade é colocada em risco, todo o controle dos sistemas pode ser transferido para salas de controle externas, permitindo a continuidade das operações de forma segura, através do monitoramento remoto. O monitoramento por meio de câmeras térmicas permite total apoio no controle de tentativas de fugas ou resgates pela intrusão do perímetro, que podem ser complementadas por sensores eletrônicos. Câmeras fixas e móveis auxiliam na prevenção e supressão de eventuais situações de conflitos e rebeliões, além de permitir o acompanhamento das atitudes suspeitas de possíveis agentes e presos.

Desenho de presídio
Desenho de aeroporto

Portos e aeroportos

Portos e aeroportos em todo o mundo estão sujeitos aos padrões de segurança definidos pelo ISPS-Code, criado para garantir maior controle de entrada e saída de pessoas e veículos nas instalações aeroportuárias. Isso e o fato de essas instalações consistirem em ambientes abertos onde há grande circulação de pessoas e cargas tornam indispensáveis a delimitação do seu perímetro e o seu monitoramento, inclusive de pistas, áreas de manobra e cais de atracação, o que pode ser realizado com o uso de sensores perimetrais e de CFTV com câmeras móveis ou fixas dotadas de vídeo inteligente, para a detecção de eventos de intrusão e movimentação não autorizada de pessoas ou de cargas.

Pode haver, ainda, em portos e aeroportos, áreas especiais alfandegárias, cuja operação está regulamentada pela Portaria 3.518 da Receita Federal do Brasil (RFB), que contém, entre suas disposições, exigências específicas de sistemas de controle de acesso de pessoas e veículos e de sistemas de CFTV e de proteção perimetral, que devem garantir a operação segura dessas áreas, com vistas a evitar desvios de mercadorias, e garantir a disponibilização dessas informações em um portal seguro na Internet.

Além disso, a presença de público nos portos e aeroportos torna obrigatória a existência de sistema de prevenção e combate a incêndio e de sistemas de automação predial, que incluem, entre outros, controle de iluminação, ar condicionado, ventilação, controle de fumaça e sistema de sonorização, aspectos que visam proporcionar um ambiente seguro e confortável aos seus usuários.

Telecom

Empresas de telecomunicação fixas ou móveis são empreendimentos sensíveis no que diz respeito aos crimes de vandalismo, assalto e furto, uma vez que possuem infraestruturas com sites espalhados em áreas remotas – onde podem ocorrer furtos de cabos ou baterias, que colocam em risco a segurança de suas operações – e, também, estabelecimentos destinados à venda de produtos. A exposição a esses riscos cria a necessidade de instalação de sistemas de monitoramento de alarme e por imagens, por meio dede CFTV. Sites críticos como switches, warehouses e datacenters, que concentram grande parte dos ativos da empresa, requerem atenção especial com relação ao controle de acesso e de ativos, assim como em relação à proteção à vida, o que pode ser garantido com a instalação de de sistemas de alarme, detecção e de combate a incêndio. No que concerne a prédios administrativos e de atendimento ao cliente, com grande fluxo diário de pessoas, é importante a existência de sistemas adequados de segurança e de automação predial, que oferecem ambiente mais seguro e adequado a todos e proporcionam economia de recursos e eficiência energética.

Desenho de telecom
Desenho de shopping

Shoppings

A principal demanda de segurança dos shoppings centers refere-se à necessidade de controle das pessoas sem restrição de circulação. Para realizar essa demanda de maneira eficaz, são necessários o uso de equipamentos e softwares com inteligência incorporada e a integração dos diversos sistemas em uma única ferramenta de análise. Além disso, o controle do público em caso de sinistros, identificados por meio de sistema de alarme, detecção e combate a incêndio, também é de vital importância para o sucesso da operação do empreendimento.

Esse controle pode ser feito com a utilização de tecnologias de sonorização e mensagens gravadas, o que possibilita que a resposta seja dada em tempo hábil. Situações como distúrbios e aglomerações de público podem ser rapidamente identificadas, otimizando-se a tomada de ações, por meio de sistemas de CFTV apropriados, o que pode evitar atos de vandalismo ou que coloquem em risco as pessoas. Além dessa necessidade de segurança, outras necessidades são verificadas em shoppings. Se esses empreendimentos administram seu próprio estacionamento, há a necessidade de controle por meio de RFId ou de cartões, que permitem até mesmo o controle individual de vagas e possibilitam a tarifação do seu uso.

Do ponto de vista administrativo, verifica-se a necessidade de medição de insumos como energia, água e gás, o que permite o rateio correto das despesas e a orientação dos usuários na conservação de energia. Por fim, os cuidados com o bem-estar dos clientes, que incluem os cuidados com a qualidade do ar e a iluminação, demandam uma solução em automação predial customizada e de grande confiabilidade.